Roteiro para cabeamento em postes

Este artigo foi publicado por em 18/01/2010

Antes de sair colocando cabos nos postes é necessário executar alguns procedimentos para evitar problemas futuros. Baseado em nossos projetos e nos procedimentos que foram solicitados pela Copel (concessionária de energia elétrica no estado do Paraná), elaboramos um roteiro o qual acreditamos irá facilitar muito as empresas que querem fornecer Internet aos seus clientes via cabo de rede ethernet.

A primeira coisa que a empresa de telecomunicações precisa para iniciar o processo de compartilhamento é possuir outorga SCM da Anatel. Do contrário, não conseguirá nem assinar o contrato de compartilhamento de postes com a concessionária de energia elétrica local. Isto é uma exigência.

Possuindo a outorga da Anatel, poderá dar andamento no roteiro a seguir:

  1. Fazer um levantamento das ruas onde pretende passar os cabos (lembrando que quanto mais postes utilizar mais caro fica o projeto e o valor mensal cobrado pelo aluguel dos postes).

  2. Entrar em contato com o escritório mais próximo da concessionária de energia e solicitar os procedimentos necessários para utilizar a infra-estrutura de postes dela.

  3. Contratar um engenheiro de telecomunicações para fazer o projeto de compartilhamento da infra-estrutura de postes.

  4. Verificar se o trajeto escolhido irá demandar trocas de postes e/ou implantações de novos postes. Caso isso ocorra, é melhor escolher outro trajeto e refazer o projeto. Pois, sairá bem mais em conta do que ter que trocar vários postes, além de atrasar a sua obra.

  5. Enviar o projeto junto com a documentação solicitada para a concessionária de energia.

  6. Após aprovado a solicitação do compartilhamento de infra-estrutura de postes e havendo a necessidade de adequação da rede (troca de postes, implantação de postes etc), contratar uma empreiteira credenciada para fazer o projeto elétrico e executar o serviço; ou ainda, se preferir, contratar a própria concessionária para executar a obra (o custo é menor porém o processo pode demorar mais).

  7. Solicitar ao engenheiro a lista de materiais e suas respectivas quantidades para aquisição.

  8. Contratar uma empreiteira especializada para fazer o lançamento dos cabos nos postes (no primeiro projeto, recomenda-se contratar uma empreiteira para ganhar experiência). Caso a sua própria empresa queira fazer o lançamento nos postes, vai precisar certificar os funcionários com curso de NR-10 e vai precisar de um engenheiro de telecomunicações para se responsabilizar pela execução da obra (assinar ART).

  9. Lançado o cabeamento nos postes, instalar as caixas aéreas com os switch ethernet nos cabos.

    Executados os passos acima, poderá iniciar a comercialização da sua Internet Via Cabo.

9 Comentários para Roteiro para cabeamento em postes

  1. João Victor disse:

    30/jan/2010 às 09:55

    Qual é o primeiro passo para possuir outorga SCM da Anatel?

  2. Liandro Carniel disse:

    09/mar/2010 às 19:15

    Vamos movimentar esse fórum, e portanto começo com os questionamentos:
    Usando o cabo de rede com mensageiro não é necessário cordoalha? Me parece que o aluguel do poste que tiver uma caixa (com switch) é mais caro que outro que não tem a caixa, então pode-se usar uma caixa aérea nesse cabo com mensageiro?

  3. Tico Kamide disse:

    10/mar/2010 às 12:21

    Liandro, vou falar da minha experiência.
    Usar o cabo com mensageiro é mais fácil para os cálculos de esforços nos postes, e você fica livre de trocas de postes, que é um dos itens mais caros do cabeamento.
    Acho que até poderia se pendurar uma caixa aérea (depende do peso) mas não acho recomendável, pois na hora da manutenção vc vai ter que apoiar a escada no cabo…
    A cordoalha vai aumentar as trações nos postes, e em alguns casos será necessário a troca de postes.
    Mas é recomendada nos casos em que a caixa vai ficar aérea.

  4. André disse:

    15/mar/2010 às 12:00

    Sugiro que se faça uma lista de profissionais (engenheiros) com capacidade de prestação de serviços para o cabeamento.
    Existe uma certa dificuldade de encontrar tal profissional.

  5. MarcioDias disse:

    10/maio/2010 às 13:00

    Pra ficar claro, então o ideal é cabo de rede com a cordoalha?

  6. Luciano disse:

    16/set/2011 às 14:12

    Na verdade tudo depende do tipo de serviço que será prestado, quando trabalho com cabo espinado em cordoalha de aço 4,8mm em pontos com angulos, visadas e terminações de rede o o tensionamento geralmente é bem maior, para isso vai uma dica se possível faça um prolongamento de cordoalha com isso você terá chances de anular ou diminuir o esforço no poste.

  7. Renato disse:

    24/jan/2012 às 11:06

    Ola,

    sou Engenheiro de telecom. e faço projeto de compartilhamento, estou a disposição,
    Renato
    43-91648168-tim

  8. Sérgio Mariano disse:

    02/maio/2012 às 05:39

    Alguém tem ideia do valor do aluguel por postes?

  9. evilazio disse:

    03/jun/2012 às 18:10

    Olá Tico, como sei que vc tem contato com muitos provedores e tem muita experiencia com cabeamento gostaia de tirar uma dúvida. Você pode me falar se as conercionarias cobram o o poste se cabearmos com utp ou só se for fibra devido ao esforço físico aplicado ao poste. A idéia que tenho é de chega em um determinado bairro por fibra e pagar pelos postes que vou usar até chegar nesse bairro. Chegando lá quero usar utp devido ao custo final da instalação e com isso economizar com o aluguel do poste caso não tenha que pagar o aluguel do mesmo pelo fato de usarmos utp para atendimento.

    Valeu, aguardo!

Deixe o seu Comentário

*